quinta-feira, 2 de julho de 2009

fui tomar juízo, só tinha vodka!

Por ser (geralmente) a mais nova do grupo, as pessoas que eu conheço tendem a me dizer sempre: "cuidado, toma juízo!", mas sabe qual é o problema? É que eu não sei bem o que é juízo... É bebida nova? Ou é uma maneira das pessoas terem certeza que você só faz o que é certo?
Ora, vejo por aí todos os dias os "adultos" se divertindo a torto e a direito, porque seria eu a tomar juízo?
Aceito que meus amigos são os melhores, e certamente gostam de mim, porque se não gostassem não me diriam pra me cuidar... Mas olha fui tomar juízo, só tinha vodka!
Desculpa não tomo juízo engarrafado, acho que cada pessoa tem seu próprio conceito de juízo! O que é certo para mim, pode não ser para você e assim serei sempre a garota desajuizada (isso existe?).
Conhece a droga da obediência? Dos livros de Pedro Bandeira? Ela é uma droga que deixa quem a toma hipnotizado, obedecendo às regras dadas. Não é exatamente assim no dia-a-dia, mas acho q a droga da obediência já foi criada, e está em um lugar onde ninguém pode tirar: no nosso cérebro. "Juízo engarrafado" é isso que é.
"Não volte tarde" "não beba" "não fume" ora bolas! Faça como quiser, desde que não prejudique o próximo, a vida é sua! Se achar que vai se divertir bebendo até cair... Caia! Eu me divirto sem beber. Se achar que vai se divertir fumando... Fume! Eu me divirto com o pulmão limpo.
Agora o que não dá é utilizar preceitos fajutos e sem graça como: "fumar é pecado", "beber é pecado", sou a favor da frase: "fumar acaba com o pulmão! Mas o pulmão é seu, faça dele o que quiser, só não fume perto de mim, meu pulmão é rosa!”.
Não adianta usar conselhos velhos e ultrapassados... Sabe por quê?
Fui tomar juízo só tinha vodka, e eu fiquei assim: revolucionaria!

Ass.: Karine Lima

3 comentários:

Glaucia disse...

hahahaha

A-do-rei!

Menina opiniosa você, hein?!

Seu trabalho é ser crítica mesmo...
Parabéns!

Beijos.

karina d'carla disse...

Existem pessoas que não precisam tomar nadinha ... Já são desajustadas por natureza.

Acho que tomei juízo demais e por isso fiquei de porre. Porre de juízo. Pode?

Parabéns pelo texto tão expressivo.

De tudo um pouco disse...

memina a gente te protege e é assim que você agradece? poxa...
mas tem gente q exagera né..
horrivel